Você Conhece o Checkmk?

Faz mais ou menos 2 anos que eu não lidava com softwares de monitoramentos de ativos em geral. Desde lá, minha referência para ambientes monitorados sempre foi o Zabbix, do qual eu fiz o uso do software praticamente de forma diária desde a versão 3 até a versão 5. Depois disso eu cheguei a utilizar outras ferramentas de mercado como o PRTG, o RMM e algumas outras. Entretanto um outro software que eu tive contato recentemente me chamou muito a atenção nesse quesito foi o Checkmk.

O Checkmk é um software de monitoramento de ambientes de TI que é capaz de monitorar, servidores, ativos de rede, banco de dados, aplicações, containers e até mesmo ambientes de cloud pública como AWS e Azure.

Sendo assim, vamos conhecer um pouco mais dessa bela ferramenta.

Origem do Software

O Checkmk nasceu em 2009 como uma extensão do já conhecido Nagios. Muitos dos seus recursos eram baseados em coisas já existentes no Nagios, mas que também contava com algumas utilidades novas desenvolvidas do zero. Esse desenvolvimento foi feito por uma empresa chamada tribe29 localizada em Munique na Alemanha. O produto inicial se chamava Check_mk, mas em abril de 2019 a empresa mudou tanto o nome dela quanto o nome do produto apenas para Checkmk. Depois disso o software evoluiu cada vez mais até hoje ser uma ferramenta completa e independente do Nagios.

Atualmente o Checkmk é uma ferramenta multisite que pode atender diversos ambientes de TI distribuídos em localidades, o que é muito comum em cenários de empresas que possuem uma matriz e diversas outras filiais, por exemplo. Isso se deve ao fato de que o núcleo do Checkmk consome muito menos CPU do que outras soluções como o próprio Nagios e até mesmo o Zabbix. Isso faz com o que o Checkmk entregue mais desempenho e performance. Além disso, os dados não persistentes do software são todos armazenados na memória RAM, o que melhora significativamente o tempo de acesso.

Dashboard princial

Clientes

No Brasil o Checkmk é pouquíssimo conhecido. Entretanto na Europa ele já é bem mais popular e com uma boa base de clientes já consolidada. Alguns dos clientes que podemos ver no site da Checkmk são:

Swisscom, a maior empresa de telecomunicações da Suíça que possui mais de 1.800 hosts e mais 175.000 serviços monitorados.

PSI, uma desenvolvedora de software que integra soluções para otimizar o fluxo de energia e materiais em concessionárias e empresas industriais que já possui 20 instancias do Checkmk com 8.000 hosts e 60.00 serviços monitorados.

KIRCHHOFF Automotive, um dos principais parceiros de desenvolvimento na indústria automotiva com 27 fábricas distribuída em 11 países. Possui mais de 1.000 hosts com mais de 35.00 serviços monitorados.

Versões

O Checkmk possui uma versão gratuita chamada de Raw Edition. Comercialmente, ele também possui algumas versões. Sendo elas:

Checkmk Raw Edition (CRE) – gratuita e 100% Open Source. Ainda incorpora o Nagios em seu core. Você pode usá-lo para monitorar ambientes completos. O suporte para essa versão está disponível através fórum da comunidade do Checkmk.

Checkmk Enterprise Free Edition (CFE) – versão já baseada na standard edition, com o Checkmk Micro Core (CMC), o que quer dizer que não se baseia mais em Nagios e é voltada para ambientes de TI pequeno com um único site e até 25 hosts monitorados.

Checkmk Enterprise Standard Edition (CEE) – semelhante a Free Edition sema limitação na quantidade de hosts. Possui um grande número de dashboards para incorporar em painéis e relatórios. Para a Standard Edition, opcionalmente, você pode receber suporte profissional nosso ou de um de nossos parceiros.

Checkmk Enterprise Managed Services Edition (CME) – é a versão que funciona como uma espécie de extensão compatível com vários clientes da Standard Edition que, por meio de monitoramento distribuído, possui todas as funções necessárias para operar um único site do Checkmk individual para cada um dos vários clientes independentes.

Compatibilidade

O Checkmk é compatível com diversos sistemas operacionais. Atualmente ele pode ser instalado em Linux e Docker. A versão de Linux compatíveis são Debian, Ubuntu, SUSE e RedHat.

Além disso eles também possuem um Virtual Appliance do qual você pode baixar um OVA para fazer o deploy em ambientes VMware vSphere.

Também é possível ter um appliance físico rodando o Chekmk. O hardware é da Delll e possui 3 tipo de sizing.

Instalação

A instalação do Checkmk não é difícil de fazer. Ela pode ser seguida através do passo a passo do site. O monitoramento de servidores é dado através de agentes que também pode ser facilmente instalados em sistemas operacionais Windows, Linux, Solaris e AIX. Após alguns minutos depois da instalação do servidor do Chekmk já é possível ter o seu primeiro host monitorado.

Lista de hosts monitorados

Eu vou trazer a instalação do Checkmk em breve aqui no blog através de um outro artigo. Me siga nas redes sociais para acompanhar meu conteúdo.

Mateus Wolff

Meu nome é Mateus Wolff e trabalho com TI desde 2009. Sou arquiteto de soluções de proteção de dados e tenho algumas certificações VMCE, VCP-DCV e ITIL. Participo dos programas VMware vExpert e Veeam Legends. Também sou líder nos grupos VMUG e VUG.

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *