A Importância do Monitoramento de TI

Imagine o seguinte cenário. Você é administrador ou analista de sistemas de uma grande empresa e com isso é cobrado diariamente por diversos aspectos: Disponibilidade de sites, desempenho de um servidor, consumo de banda de internet etc. Você se esforça durante o decorrer do dia para deixar tudo online e com um tempo de reposta adequado, porém ao chegar em casa você recebe uma ligação que um determinado sistema não está acessível. Nesse momento você liga o seu computador e percebe que não consegue fazer a acesso remoto ao servidor da empresa. Sendo assim, você se desloca até a empresa e ao chegar lá você notifica que o link de internet da está offline.

Esse é um caso simples, mas que pode ser evitado caso você tenha um monitoramento de TI adequado aos seus equipamentos e ativos de rede.

Vamos a um outro exemplo hipotético. O seu gerente te pergunta o que tem acontecido com a rede da empresa nos últimos tempos visto que tem tido muita reclamação por parte dos usuários. Essa é uma pergunta muito difícil de ser respondida caso você não tenha um monitoramento de TI.

O que não pode ser medido, não pode ser gerenciado.

A frase acima foi dita por William Edwards Deming e pode ser levada em conta ao monitoramento de TI.

Sem o monitoramento fica muito difícil mensurar e tanger todos os acontecimentos dentro de um ambiente de TI. Logo, no exemplo que eu citei acima fica praticamente impossível responder ao gerente de TI o que tem acontecido com a rede da empresa e qual é o verdadeiro motivo das diversas reclamações dos funcionários da companhia. Como conseguir provar que a lentidão do sistema se deve a fadiga de hardware ou falta de largura de banda no link de Internet por exemplo?

Para conseguir responder a esses tipos de avarias em um ambiente de TI é preciso monitorar todos esses itens e fazer a coletas dessas métricas para que no final de um determinado período nós tenhamos informações suficiente que nos ajudem a entender o funcionamento do ambiente como um todo.

Dessa forma nós começamos atuar de maneira proativa no que tange a uma rede de computadores, podendo ter tempo de ver os problemas antes mesmo dos clientes notarem.

Por que é importante monitorar o ambiente de TI?

Não é de hoje a tecnologia é de suma importância para qualquer tipo de empresa. Com o avanço tecnológico e os diversos tipos de negócios digitais que temos atualmente, não é surpresa para ninguém que um equipamento de TI offline pode acabar resultando em perdas não só produtivas, mas também monetárias para ume corporação.

Hoje em dia, uma boa infraestrutura é indispensável para o lucro das empresas. Dessa forma, é muito importante nós conseguirmos monitorar essa infraestrutura para saber se ela está operando e maneira adequada e dentro do esperado. Ainda temos outros casos que a infraestrutura de TI acaba se torando o principal responsável dos lucros da empresa como é caso de um e-commerce por exemplo.

Sendo assim, ter um monitoramento assertivo de todos os serviços, aplicações e equipamentos que são responsáveis pelo funcionamento e pelo lucro de uma empresa é muitas vezes um diferencial considerável frente ao negócio e aos concorrentes.

Sendo assim, abaixo vou listar alguns itens importantes que ganhamos ao começar a monitorar o ambiente de TI:

 ► Disponibilidade

Quando monitoramos a disponibilidade dos sites, aplicações e equipamentos de TI nós começamos a ver quais foram as vezes que cada um desses itens ficou offline e indisponíveis. Lembre-se da frase ”O que não pode ser medido, não pode ser gerenciado”. No momento em que você mensura a disponibilidade do seu ambiente de TI você começa a entender quais foram as causas e motivos que levaram a e essa indisponibilidade. Com isso é possível tomar ações e decisões para tornar o ambiente cada vez mais disponível e operacional. 

 ► Capacidade

Outro ponto muito importante dentro de um ambiente de TI é o dimensionamento dos recursos. Planejar e dimensionar os recursos é interessante porque muitas vezes esses recursos são mal utilizados. Você não quer um determinado servidor tenha disco além daquilo que necessário para que esse servidor desempenhe a sua tarefa.  Um bom exemplo disso é um servidor que possui 32GB de memória RAM disponível, porém o uso dessa memória gira em torno de 16 a 20 GB. Chamamos isso de subutilização de recursos e o exemplo citado aqui é apenas um caso. Você deve levar isso em conta para todos os recursos de TI do seu ambiente. 

 ► Performance

Como o monitoramento de TI consegue identificar as falhas e problemas de cada um dos equipamentos, muitas das vezes é possível antecipar ou até mesmo prever que um determinado equipamento vai vir a falhar em breve. Com isso nós também podemos observar como está a performance e o funcionamento do ambiente de TI.

 ► Redução de Custos

Por último, mas não menos importante o monitoramento de TI nos auxilia também na redução de custos de um ambiente de TI. Se pegarmos o exemplo de capacidade que citei anteriormente, nós chegamos à conclusão de que o servidor em questão estava com mais memória RAM do que o necessário. Recursos parados na maioria das vezes significa também dinheiro parado. Dessa forma podemos notar que o monitoramento de TI nos auxilia a ter uma estimativa de recursos mais precisa e correta de cada um dos equipamentos. 

Como monitorar?

O monitoramento de TI se através de um software. Software esse que deve ser configurado adequadamente conforme o ambiente de TI e as necessidade do negócio. O monitoramento de cada um dos serviços, servidores e aplicações podem ser configurado de diversas maneiras. Abaixo destaco quais são os tipos de monitoramento mais comuns:

Agente

Cada software de monitoramento possui um respectivo agente que nós podemos instalar em cada um dos nossos servidores. É através do agente que o monitoramento interage e coleta as informações dos servidores sejam eles Windows ou Linux.

SNMP

Já vimos que o agente é instalado nos servidores, entretanto em equipamentos de rede como é o caso switchs, access points, impressoras e etc não é possível fazer a instalação do agente. Sendo assim o protocolo SNMP (Simple Network Management Protocol) é utilizado. Esse protocolo funciona como uma espécie de biblioteca onde ele tem um catálogo com cada um dos itens que será coletado dos equipamentos de rede.

API

Também é possível fazer o monitoramento de aplicações e serviços web através do uso de API (Application Programming Interface). Através das APIs o software de monitoramento consegue coletar informações dos mais diversos serviços web desde que o fornecedor da aplicação suporte e ofereça a API para comunicação.

Opções de Software

Atualmente no mercado existem diversas opções de software para monitoramento. Desde soluções gratuitas e open source até opções pagas e comerciais. Abaixo vou deixar uma lista de alguns desses softwares:

ZABBIX – https://www.zabbix.com/

Checkmk – https://checkmk.com/

PRTG – https://www.br.paessler.com/prtg

NAGIOS – https://www.nagios.org/

Mateus Wolff

Meu nome é Mateus Wolff e trabalho com TI desde 2009. Sou arquiteto de soluções de proteção de dados e tenho algumas certificações VMCE, VCP-DCV e ITIL. Participo dos programas VMware vExpert e Veeam Legends. Também sou líder nos grupos VMUG e VUG.

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *