CAPEX e OPEX, entenda as diferenças.

 

No dia-a-dia corporativo é muito comum ouvir esses termos, mas ao mesmo tempo muitas pessoas não conhecem o real significado desses dois conceitos.  É muito comum que o CAPEX e o OPEX sejam comparados com aquisição e aluguel (respectivamente) de ativos, sejam eles um servidor, uma licença de um software, uma impressora e etc. Entretanto eu já vi diversas reuniões de um alto nível de gestão serem finalizada sem o verdadeiro  consentimento das mesmas.

 

Antes de mais nada devemos entender que tanto o CAPEX quanto o OPEX são relativos a custos financeiros que qualquer corporação ou setor possui dentro do ano fiscal. Entretanto além disso é importante se ter em mente da importância que cada um desses custos tem dentro do negócio.

 

CAPEX

A palavra CAPEX é um acrônimo de CAPital EXpenditure, ou seja, despesa de capital. Ele representa os investimentos que são realizados em coisas que são fundamentais para o desenvolvimento de um outro produto, ou seja, é o fundo que é utilizado para a compra de itens que vão ampliar diretamente a capacidade da empresa em gerar mais lucro.

 

Podemos sintetizar dizendo que o CAPEX esta relacionado a compra de um bem. Basicamente qualquer equipamento de TI pode ser considerado como CAPEX desde que esse equipamento tenha ligação direta com o negócio.

 

Isso se deve porque via de regra equipamentos melhores de TI trazem mais produtividade a empresa como um todo.

 

OPEX

Já a palavra OPEX vem de OPErational  EXpenditure, ou melhor, despesa operacional. Ele representa os pagamentos relacionados as atividades diárias para que  negócio opere adequadamente.

 

Na grande maioria das vezes esses custos são mensais já que por exemplo itens como Internet, água, luz (café, nunca esqueça do café em um setor de TI), são sem sombra de dúvida itens que qualquer empresa necessita para funcionar, entretanto não estão ligados diretamente ligados ao(s) produto(s) que a empresa desenvolve.

 

OBSERVAÇÕES

Com base no que já expliquei até então, muitos podem chegar a conclusão que realmente qualquer aluguel ou mensalidade pode ser considerado OPEX, da mesma forma que qualquer aquisição de hardware pode ser considerado CAPEX. Pois então, vamos com calma.

 

Lembra que eu falei que a despesa de capital esta ligada diretamente aos principais produtos que a empresa desenvolve e oferece? Então vamos ao seguinte exemplo: Uma empresa de impressão de documentos possui um parque de 10 impressoras, porém chegou um momento que devido a alta demanda de impressões que ela realiza diariamente é necessário fazer a aquisição de mais uma impressora. Porém existe a possibilidade de alugar uma impressora de última geração que é capaz de imprimir muito mais páginas do que as demais, aumentando assim o rendimento e a lucratividade da empresa num geral.

 

Sendo assim podemos considerar que o aluguel mensal dessa impressora pode ser considerado OPEX, já que essa operação esta ligada diretamente ao core business da empresa.

 

CALCULANDO CAPEX E OPEX

O jeito mais fácil para calcular os custos do CAPEX é realizando o balanço patrimonial da empresa  ano a ano. Se o patrimônio de uma empresa no ano de 2017 for de 300 mil e em 2018 for de  500 mil, podemos dizer  que os custos de capitais do ano corrente foi de 200 mil reais, ou seja, o CAPEX sempre será a diferença patrimonial de um ano para o outro.

 

Já para calcular o OPEX é ainda mais fácil, basta somar todos os custos operacionais em um período de tempo, preferencialmente 1 ano. É muito comum diversas empresas fazerem esse tipo de cálculo para desenvolver uma campanha de redução de custos por exemplo, o que muitos não sabem é que fazendo isso você já esta calculando o custos operacionais da empresa.

 

Meu nome é Mateus Wolff e trabalho com TI desde de 2009. Sempre gostei de tecnologia num geral, mas me identifiquei na área no momento em que vi a importância de uma boa infraestrutura nas corporações.

Me considero um generalista. Atuo de forma holística trabalhando em ambientes de TI de ponta a ponta. De redes a virtualização, de servidores a firewall’s.

Tenho as certificações ITIL e Cloud Computing. Estou estudando graduação em redes de computadores.

Sou apaixonado por heavy metal e adoro gatos e tatuagens.

Mateus Wolff

Meu nome é Mateus Wolff e trabalho com TI desde de 2009. Sempre gostei de tecnologia num geral, mas me identifiquei na área no momento em que vi a importância de uma boa infraestrutura nas corporações. Me considero um generalista. Atuo de forma holística trabalhando em ambientes de TI de ponta a ponta. De redes a virtualização, de servidores a firewall’s. Tenho as certificações ITIL e Cloud Computing. Estou estudando graduação em redes de computadores. Sou apaixonado por heavy metal e adoro gatos e tatuagens.

Você pode gostar...