Boas Práticas para Backup

Hoje é o meu primeiro post aonde vou falar sobre uma série de aspectos que envolvem o backup. Sendo assim nada mais justo que falar sobre as boas práticas que devemos utilizar ao implementar uma política de backup.

Não vou entrar no mérito do que é backup, sendo que os leitores aqui do blog são na grande maioria profissionais na área de TI tendo assim, ou deveriam ter familiaridade com o assunto.

Faça a Política de Backup

Ao gerirmos um ambiente de backup, antes de colocarmos a mão na massa nós devemos pensar na política de backup, ou seja, em todos os aspectos que envolvam a cópia segura dos dados que vamos fazer. Porém não só isso, nós devemos elaborar a política de backup e documentar ela de uma forma que qualquer envolvido na rotina de backup possa ler e entender como é feito o backup dentro do ambiente em questão. Nesse documento deve conter o software que é utilizado para fazer o backup, os dias e hora que é feito o backup, aonde ele é armazenado, qual a retenção de dias que esse backup é guardado e por ai vai. Lembre-se, você é o sysadmin, então você é o responsável por manter os backup íntegros e funcionais durante toda a cadeia o ciclo de vida desses dados que estão sendo backupeados. Entretanto, membros tanto da sua equipe como da empresa em que você trabalha, caso elas queiram entender como funciona o backup, eles devem devem conseguir fazer isso lendo o documento da política de backup.

Faça Backup Local

Hoje em dia é muito comum falarmos em nuvem no momento em que estamos fazendo backup. É nos vendido a ideia de que apenas o backup em nuvem é o que importa. Sim o backup em nuvem é importante, entretanto o backup local é ainda de maior importância, visto que ele é o backup que é executado com maior eficiência e em alguns casos com maior frequência também. Fazer backup em algum provedor cloud custa não só dinheiro, mas também tempo, visto que muitas vezes estamos dependendo da latência do link de Internet entre o nosso ambiente on-premise e o ambiente de nuvem.  Sendo assim, não negligencie o backup local. Concentre todas as suas forças primárias a fazer um bom backup local. Depois de concluído essa etapa basta você tentar replicar isso no da mesma forma ou parecida no backup em nuvem.

Faça Backup em Nuvem

Agora sim, pense em seu backup em nuvem. Antes de mais nada é preciso destacar que replicação de dados em algum drive cloud não é backup. Utilizar ferramentas como Google Drive, One Drive e Dropbox apenas replicam os seus dados  com esse provedor. Dessa forma, caso os arquivos locais do seu backup sejam deletados,  corrompidos ou até mesmo criptografados com algum ransomware, é só questão de tempo para que esse arquivos sejam igualmente sincronizados. Logo, opte por soluções que realmente garantem que seus dados são levados até a nuvem e não sejam alterados a não ser que você ou sua própria rotina de backup faça isso.

Tenha um Backup off-site

Backup off-site é aquele que você tem além do seu backup local on-site e que esta dentro do sua infraestrutura local. Sim o backup em nuvem já é um backup off-site, mas além disso você pode ter outras formas de ter um backup externo do seu ambiente on-premise. Além do seu backup local e seu backup em nuvem, você pode facilmente ter um backup feito até mesmo em um HD externo que você remove do seu servidor de backup e leva consigo para sua casa todo o dia. Eu acho esse tipo de backup super válido e pouquíssimas pessoas acabam implemente essa rotina. Caso você opte em aderir essa solução lembre-se de deixar isso documentado dentro da política de backup, incluindo o técnico responsável por fazer essa tarefa de remover o HD externo e guardar consigo.

Pense na Janela de Backup

A janela de backup nada mais é que o horário que a política de backup pode ser executada. Entenda a regra de negócio da empresa aonde você esta implementando a política de backup para dai sim saber qual é o horário mais adequado para ser realizado as cargas de trabalho do backup. É muito comum fazermos backup durante a madrugada e vamos supor que você comece a executar sua política de backup as 23:00 e as 02:00 termine de executar toda as rotinas de backup. Porém o que você faz se o servidor de arquivos que é feito backup que tinha 100GB de dados agora possui 1TB de dados. O seu backup vai demorar muito mais para ser executado e talvez ele ainda esteja executando as 08:00 que é quando costumar iniciar o horário comercial da grande maioria das empresas. É isso que você deve tentar evitar. Execute seus backups fora do horário comercial do ambiente, isso garante que o seu backup será executado da maneira rápida possível e sem influenciar na operação do negócio.

Faça Backups Performáticos

Agora que você já sabe o horário da janela de backup. Planeje-se para fazer o backup mais performático possível dentro dessa janela. Pense nos itens que podem influenciar na velocidade de execução do backup, throughput de rede das interfaces dos servidores que vão ser feito os backups. Velocidade dos HD’s do servidores. Velocidade dos HDs aonde você vai armazenar o backup. Rotinas e tarefas paralelas que possam estar sendo executadas durante a carga de trabalho do backup. Essas são algumas das perguntas que você deve se fazer. De nada adianta o servidor que você esta fazendo backup ter um SSD se o destino do backup for um HD USB externo com disco rígido de 5400 rpm. Também de nada adianta o servidor possuir uma interface de rede de 1 Gbps se o destino do backup consta com interfaces fast ethernet (100Mbps). Pense no ambiente como um todo, pense na sua janela de backup e trabalhe com folgas. Sempre leve em conta que o montante de dados a serem copiados com o backup vai estar em constante crescimento.

 

 

Mateus Wolff

Meu nome é Mateus Wolff e trabalho com TI desde de 2009. Sempre gostei de tecnologia num geral, mas me identifiquei na área no momento em que vi a importância de uma boa infraestrutura nas corporações. Me considero um generalista. Atuo de forma holística trabalhando em ambientes de TI de ponta a ponta. De redes a virtualização, de servidores a firewall’s. Tenho as certificações ITIL e Cloud Computing. Estou estudando graduação em redes de computadores. Sou apaixonado por heavy metal e adoro gatos e tatuagens.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *